19 de junho de 2006

Uma pausa para nossos comerciais!

O assunto da hora parece mesmo ser a Copa do Mundo de Futebol. Do meu ponto de vista bastante míope, digo que tudo isso me aborrece por demais. É a ditadura do pensamento único: não se pode sair para jantar, não dá para assistir a um mísero filme no cinema, não é possível sequer pedir comida pelo telefone. E pobre de você se não tiver TV a cabo: se gosta da coisa, é obrigado a ouvir a voz irritante e os comentários "brilhantes" do locutor da única emissora que transmite os jogos. Se não gosta, o show de horrores de sempre é a opção. Pior: o monopólio faz com que o telespectador seja obrigado (a não que tire o som da TV) a ouvir as ladainhas a respeito do "Fenômeno", jogador "como nunca houve neste país". A mim me irrita essa patriotada de bandeirinhas nos automóveis, de cortinas verde-amarelas, de camisas idem e unhas (!!!!) também. Fora as cornetas no saguão do prédio, a gritaria histérica, o buzinaço depois das vitórias. Darwin estava corretíssimo, convenhamos.

5 comentários:

Aline disse...

Ahhh Ricardoooo, não acredito que vc não torçe pro Brasil!! Puxa, eu torço muitoooo!!! hehehe
Gosto de futebol!!!Mas confesso que verde e amarelo não fazem meu estilo!! hehehe
Beijos

Lívia disse...

Devo confessar que a copa me empolga, mas aquelas malditas cornetas e esse verde amarelo tb me irritam!!
Bjs

drika4ever disse...

pois é, e em qualquer outra época é "brega" usar verde-e-amarelo, rs... Patriotismo fora de época não tem vez nesse país!!

Agora, nada pior do que agüentar esse tal locutor da Globo! O cara faz de tudo para que acreditemos que aquele timeco sem-vergonha anda jogando melhor, vê se pode!! Nojo!!!!

Até tentei entrar no clima, mas os jogos da Seleção, até agora, foram deprimentes!!

bjos!

Ana disse...

Se voce ouvisse os comentarios da BBC ia ficar feliz em ter Galvao e companhia limitada, Ricardo!

Manu disse...

Me irrita o buzinar, o ufanismo, gente comemorando quando não jogamos bem, gente que não quer trabalhar por que tem jogo naquele dia (ou no próximo, ou no anterior), me irrita muita coisa, menos aqueles 90 minutos com um intervalo no meio, onde reuno amigos para fazer de tudo, menos ver o jogo.